Segunda graduação ou pós-graduação: como decidir?

Quer complementar o que aprendeu na faculdade ou então mudar de ramo? Existem algumas opções para isso. Mas como decidir entre uma segunda graduação ou pós-graduação? Neste artigo, vamos falar um pouco sobre os prós e contras de cada uma!

Antes de tudo, vale avisar que não existe uma resposta certa para todo mundo. Tudo vai depender das suas expectativas e também seus planos para o futuro. Independente da sua escolha, o mais importante é optar pela instituição de ensino correta, como a pós e a segunda graduação Estácio de Sá.

Mas agora sim, voltando para a sua escolha, existem muitos elementos para considerar. A seguir, você vai conhecer alguns deles. Olha só!

Segunda graduação ou pós-graduação: prós e contras

Segunda graduação

Vamos começar falando sobre as vantagens e desvantagens da segunda graduação. Essa opção é boa para quem quer mudar completamente de área, já que abre novos horizontes e possibilita a atuação em algumas funções que exigem cursos específicos, como Direito, Medicina ou Engenharia. 

Além de ser muito bacana para quem já tem uma carreira consolidada e quer cursar uma nova graduação por hobby ou pelo interesse específico em alguma disciplina. Em especial porque a segunda graduação costuma ter requisitos especiais de ingresso, que facilitam o retorno de quem já se formou. 

Por outro lado, encarar um curso do zero pode ser muito cansativo e nem sempre vale a pena. Principalmente se o que você procura é complementar seus aprendizados ou se especializar em determinado assunto. 

Afinal, uma graduação pode durar 4, 5 ou até 6 anos. Além de exigir, muitas vezes, estágios supervisionados e um trabalho de conclusão de curso dos alunos que pretendem ser formar. 

Devo cursar uma nova faculdade?

Então na hora de fazer a sua decisão entre segunda graduação ou pós-graduação, leve tudo isso em conta. Se a sua intenção é mudar de área, avalie se existe alguma forma de relacionar essa nova carreira com a sua formação original, com cursos livres ou uma pós-graduação. 

Caso não exista, vá em frente e faça sua matrícula para a segunda graduação! Também estude o mercado e veja qual o histórico acadêmico dos profissionais que atuam nele hoje. Assim, você consegue ter uma boa noção das suas oportunidades. 

Já se você quer incrementar o currículo, considere validar algumas disciplinas já cursadas. Ou então pesquise sobre os cursos tecnólogos, que valem como um curso superior, mas costumam ter duração mais curta e matérias mais focadas na prática. 

Pós-graduação

Já a pós-graduação tem a vantagem de ser mais curta, em média 2 anos, e costuma indicar para o mercado que você é um profissional mais sênior. Ou seja, agrega experiência e conhecimentos ao seu currículo. Assim como oferece ótimas oportunidades de networking entre os alunos e professores. 

Ela ajuda bastante quem quer se especializar em determinado tema, migrar para uma área relacionada ao que já estudou ou então seguir carreira acadêmica. Mas ela pode não ser suficiente se você quer mudar totalmente de carreira. Afinal, existem profissões regulamentadas que exigem formações específicas para exercer a função.

Além disso, uma pós pode não ser suficiente se você está fazendo uma mudança muito brusca. Um engenheiro que quer se tornar publicitário, por exemplo. Nesses casos, é importante avaliar qual o grau de complexidade do que você vai ver na pós-graduação. Assim, não vai cair de paraquedas nas aulas e ficar perdido nas disciplinas. 

Devo optar por uma pós-graduação?

Como você viu, a pós é uma ótima pedida para se especializar ou fazer transições mais suaves. Ela costuma possuir uma carga horária mais flexível para quem trabalha e pode ser muito importante para valorizar o seu currículo.  

Porém, se você quer dar uma guinada na vida, o melhor pode ser mesmo a segunda graduação. Já que vai precisar estudar alguns conceitos do zero. 

Como tomar a decisão?

A verdade é que a chave para tomar uma decisão adequada está no autoconhecimento, junto com um bom planejamento de carreira. Pense bem nos seus próximos passos e onde você se vê em alguns anos. Também estude bastante sobre o mercado, converse com outros profissionais e escolha uma boa instituição de ensino.

Afinal, a faculdade em que você estuda faz tanta diferença quanto a escolha entre segunda graduação ou pós-graduação. Ela determina, muitas vezes, como seu curso vai ser visto pelo mercado e também quais vão ser as suas oportunidades ao longo dos estudos. 

Muitas instituições, por exemplo, possuem programas de orientação vocacional. Isso ajuda os alunos a entenderem melhor suas carreiras e traçarem planos eficazes para chegar aonde querem. 

Da mesma forma, algumas universidades possuem também programas de estágio, intercâmbio e até promovem espaços de networking, que podem fazer toda a diferença no seu futuro. Muitas vezes, tanto quanto as aulas em si. 

Por isso, opte por uma faculdade com professores qualificados e uma infraestrutura moderna, que esteja conectada com o mercado de trabalho. Assim, você vai ter muitas oportunidades de se desenvolver e alcançar todos os seus sonhos profissionais!

 

Scroll to top