Plano de saúde: Como escolher?

Uma rotina de cuidados com a saúde vai muito além de procurar um médico ao sentir dor ou notar os primeiros sintomas de possíveis alergias, infecções ou outras doenças. O stress provocado pela rotina atribulada, segundo publicação do blog do Ministério da Saúde, provoca diversos impactos na saúde, e o cansaço, a pressão psicológica no trabalho ou na rotina familiar, o sedentarismo e a falta de cuidados com a alimentação poderem favorecer o aparecimento de doenças e agravar problemas de saúde crônicos. A prevenção e o acompanhamento médico regular são fundamentais para uma boa qualidade de vida e também para garantir o diagnóstico precoce em casos de doenças graves, aumentando as chances de cura. Para isso, é importante contar com um plano de saúde que permita realizar consultas e exames periódicos com conforto e qualidade.

atendimento médico

A segurança e a rapidez no atendimento são alguns dos benefícios oferecidos pelos planos de saúde. Atualmente, a possibilidade de escolher entre diferentes tipos de cobertura e preço também estão entre as vantagens oferecidas pelas empresas que atuam nesse segmento. Porém, por apresentarem variações significativas de um plano de saúde para o outro, é fundamental estar atento a todos os detalhes na hora de assinar o contrato. Atente-se não apenas ao preço, mas à inclusão de serviços que são importantes para amparar as necessidades específicas de cada beneficiário.

Qual o melhor plano de saúde?

Diferentes aspectos devem ser avaliados na hora de escolher o melhor plano de saúde para sua família ou para os funcionários de sua empresa. Entre esses aspectos está a rede credenciada, ou seja, a quantidade, a qualidade e até mesmo a localização dos consultórios médicos, clínicas e hospitais conveniados. Uma rede credenciada ampla e acessível, com diferentes unidades de atendimento e especialidades médicas variadas, é fundamental para garantir a agilidade no agendamento e a qualidade dos tratamentos. Além disso, é preciso estar ciente sobre a cobertura de exames e internações, que podem contar ou não com coparticipação do beneficiário.

Outro ponto importante é avaliar as vantagens e custos de adquirir um plano familiar ou aderir ao plano empresarial ao invés de optar pelo plano de saúde individual. Convênios coletivos costumam custar menos e propiciar os mesmos benefícios, mas seus diferentes tipos de cobertura precisam ser avaliados de acordo com a necessidade de cada grupo familiar ou empresa. É importante estar atento também às cláusulas de coparticipação e carência.

1.      Plano de saúde familiar

Os planos de saúde familiares são planos contratados para atender o titular e os membros de sua família. Contratar um plano familiar geralmente possui melhor custo benefício com relação aos planos individuais, porém, é preciso consultar a existência ou não de restrições com relação ao número de dependentes permitidos e ao grau de parentesco e idade dos familiares que podem ser incluídos. Outro ponto importante ao contratar um plano e saúde familiar é observar se a modalidade contratada oferece cobertura para especialidades importantes para o núcleo familiar do contratante. Mulheres que pretendem engravidar, por exemplo, devem observar as condições para tratamento obstetrício. Famílias que desejam contratar um plano de saúde para idosos também devem estar atentas ao tipo de cobertura tanto para tratamentos de doenças crônicas como para acompanhamento regular multidisciplinar que propicie qualidade de vida a essas pessoas, cuja expectativa de vida é cada vez maior.

idosa em atendimento

2.      Plano de saúde empresarial

É um plano coletivo através do qual as empresas oferecem plano de saúde como benefício aos colaboradores. Os planos de saúde empresariais costumam exigir um número mínimo de pessoas, e, em alguns casos, podem contemplar também os familiares dos funcionários como dependentes do colaborador. Atualmente, grande parte das empresas de plano de saúde possui a opção de planos coletivos para empresas, e o valor cobrado depende do tipo de cobertura e do número de funcionários. É preciso estar atento às condições de adesão, ou seja, o valor que a empresa descontará mensalmente e quais são as cobranças extras que podem ser feitas na folha de pagamento, uma vez que é comum que haja cobrança, além da mensalidade, de coparticipação tanto para consultas como para exames médicos.

O que é coparticipação em plano de saúde?

Alguns contratos de plano de saúde preveem a cobrança extra, além da mensalidade contratada, sobre determinados procedimentos ou exames médicos. A coparticipação deve estar prevista em contrato, e deve obedecer as regras de aplicação definidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS. Em 2018, a ANS atualizou as diretrizes que regulam os limites da coparticipação através da Resolução Normativa nª 433, com o objetivo de proteger o consumidor de cobranças abusivas. Ao contratar um plano de saúde é importante verificar a concordância entre as cláusulas de coparticipação e as restrições estabelecidas pela ANS, que isenta o beneficiário de coparticipação em alguns tipos de exames preventivos e tratamentos de doenças crônicas, como o câncer.

O que é carência em plano de saúde?

O período de carência é um intervalo de tempo determinado pela operadora do plano de saúde em que o beneficiário pode ter restrições para utilizar determinados tipos de exames ou assistências médicas. Ainda que já esteja pagando a mensalidade, o beneficiário pode não ter acesso a cobertura completa contratada durante o período de carência. Essas restrições devem ser previstas em contrato e, assim como os limites da coparticipação, a carência deve ser estabelecida de forma a respeitar os limites legais. Os prazos de carência podem variar conforme a empresa e o plano contratado.

Quando o assunto é saúde, prevenir é semprePlano de saúde: Como escolher?Plano de saúde: Como escolher? a melhor escolha. Mais que isso, contar com atendimento ágil e de qualidade em situações de urgência e emergência pode fazer toda a diferença. Por isso, contratar um plano de saúde exige pesquisa e atenção a cada detalhe. Consulte diferentes operadoras sobre tipos de planos disponíveis, rede credenciada, especialidades médicas e tratamentos inclusos, além de solicitar informações sobre coparticipação e carência para contratar o melhor plano de saúde para sua família ou empresa. Com a cobertura ideal, sua saúde e o bem estar dos seus entes queridos e funcionários estarão preservados.

Comentários estão fechados.