Open post

Curso de Odontologia: 5 dicas para se dar bem na faculdade

Segundo o próprio ENEM, o curso de odontologia juntamente ao de medicina é o mais concorrido do País. A prova disso, é que hoje o Brasil concentra o maior número de profissionais da odontologia no mundo, são cerca de 330 mil dentistas.

É um número bastante expressivo, não é mesmo? Pois é! E todos esses profissionais hoje formados e em exercício passaram pelo frio na barriga do vestibular e a tensão das provas finais.

Antes poder mudar a vida das pessoas e devolver sua saúde e autoestima, é preciso passar por pelo menos 4.000 horas divididas em 5 anos exigidas pela graduação em odontologia.

Quer saber como ter sucesso na faculdade e conquistar o tão sonhado jaleco? Leia este conteúdo e confira todas as dicas!

Faça anotações

A primeira dica é clichê e serve para qualquer curso, porém a odontologia tem suas especificidades. Afinal, no começo você está sujeito a esquecer onde fica o músculo levantador do véu palatino, não é mesmo?

Para evitar o esquecimento considere toda informação repassada pelos docentes, conhecimento nunca é demais e lá na frente eles com certeza serão úteis. 

O ato de anotar te ajuda também na hora dos estudos e é um grande aliado da organização e produtividade.

Tenha o seu objetivo em mente

Alguns futuros dentistas sonham em abrir o seu próprio consultório, montar sua própria agenda e se especializar em uma área específica.

Já outros têm o mesmo objetivo e pretendem trabalhar também com planos odontológicos e há ainda aquele que queira apenas servir a um plano odontológico para ter pacientes com mais facilidade.

Entretanto, foque no seu objetivo independente de qual seja ele e vise sempre antecipar imprevistos, que trocadilhos e ironias do destino à parte, sempre vão acontecer.

Dica bônus: você está na faculdade de odontologia para colaborar com a qualidade de vida das pessoas e esse é um propósito bastante nobre, porém pense também em suas metas e desejos pessoais.

Aproxime-se dos professores e colegas de classes

Você é o grande responsável pelo seu sucesso, mas essas pessoas podem ter uma parcela significativa nisso!

Sabe aquele clichê de faculdade em que os pais falam “aproveite essa fase, vai ser a melhor época da sua vida’’? Eles não mentiram em nenhuma letra.

E esse momento da vida passa por conhecer pessoas e lugares e expandir os horizontes por meio do conhecimento.

Converse com professores sobre seus anseios em relação ao curso e profissão, tire dúvidas específicas e faça networking. Você certamente encontrará essas pessoas no futuro, elas podem te ajudar e vice-versa.

Conheça a parte empresarial do ofício

Essa será a sua profissão em um futuro próximo e evidentemente você precisará dominá-la tecnicamente com todos os procedimentos e tratamentos, mas é necessário ir além.

“O que isso significa?”

Calma, é mais simples do que parece.

Geralmente os dentistas são autônomos e acabam também sendo os administradores de seus consultórios (exceto quando trabalham para algum plano dental ou algo do tipo).

Neste caso, uma dica interessante é estudar paralelamente sobre os seguinte assuntos:

 

  • Marketing;
  • Gestão;
  • Administração;
  • Vendas.

Aproveite o seu estágio ao máximo

Talvez você tenha ingressado na faculdade com o objetivo de se tornar especialista em implantodontia ou ser um ortodontista de renome e trabalhar com plano ortodôntico, mas no meio do caminho despertou para outras áreas da odontologia.

Acredite, isso acontece em toda profissão e talvez seja a maior importância do estágio obrigatório.

O estágio é o momento de aprendizado prático e nele você vai interagir com diferentes pessoas, acompanhar diferentes “casos” e conhecer as inúmeras possibilidades da odontologia.

O conhecimento de causa te torna um profissional bem preparado e apto para agir em diferentes situações com frieza e competência.

É como dizem, nada substitui a prática. Portanto, dedique-se ao seu estágio e busque aprender coisas novas.

Conclusão

Não ceda à pressão do vestibular e depois da graduação em odontologia, com dedicação e seguindo essas dicas, é questão de tempo até você ter sucesso fazendo aquilo que ama.

Justamente por ser um curso concorrido e contar com inúmeros profissionais em atividade, a odontologia requer cada vez mais o aprimoramento e a busca pela diferenciação de quem a exerce.

As 5 dicas que você acompanhou ao longo deste conteúdo valem ouro e te ajudarão a ser um profissional exemplar e reconhecido no meio, porém nunca deixe de se dedicar aos estudos e cumprir às exigências dos órgãos regulamentadores da profissão.

Este conteúdo foi produzido por Ideal Odonto

 

Open post

5 formas de usar a nota do Enem para entrar na faculdade

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) surgiu em 1998 para avaliar a qualidade do Ensino Médio no país. Mais de 20 anos depois, mais do que avaliar o ensino, o Enem se transformou em uma forma de ingresso na universidade de diversas formas diferentes. É uma prova de enorme abrangência. Para se ter uma ideia, mais de cinco milhões de estudantes se inscreveram no Enem de 2019.

Você quer saber como fazer do Enem seu aliado para entrar na universidade? Confira neste artigo cinco formas de usar a nota do exame para conquistar seus objetivos. Aproveite que você está aqui e saiba também o que é bolsa integral. Boa leitura!

Entrar em uma universidade pública pelo Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é um processo seletivo informatizado que seleciona estudantes para entrar em universidades públicas por meio da nota do Enem. Muitas universidades públicas utilizam a seleção do Sisu para preencher parte de suas vagas.

As inscrições do Sisu são gratuitas, abertas duas vezes ao ano (em janeiro e junho) e elegíveis apenas para quem realizou a edição mais recente do Enem e não zerou a nota da redação. Quanto maior a nota, maiores as chances de passar.

A pontuação mínima necessária para obter uma das vagas, bem como o peso atribuído a cada etapa da prova, varia de instituição para instituição, ou seja, a universidade tem esse poder de decisão. O Sisu não substitui o vestibular, geralmente é um processo complementar, pois diversas universidades oferecem vagas pelo Sisu e outras preenchidas pelo próprio vestibular.

Obter uma bolsa de estudos pelo ProUni

A universidade pública não é a única opção para quem não tem condições de bancar as caras mensalidades das universidades privadas. Se for esse o seu caso, você pode conseguir uma bolsa de estudos por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni), CRIADO EM 2004. Para concorrer no processo regular de seleção, o candidato também precisa ter feito a última edição do Enem.

Caso haja vagas sobrando após a primeira etapa, um novo período de inscrição é aberto, e nesse caso também quem realizou o Enem em anos anteriores (a partir de 2010) podem concorrer às vagas.

A nota mínima que deve ser alcançada no Enem são 450 pontos na média das provas objetivas e a redação deve ter nota superior a zero. As bolsas oferecidas pelo ProUni podem ser parciais ou integrais e são direcionadas a estudantes de cursos de graduação e cursos de graduação de formação específica

Conseguir financiamento estudantil pelo FIES

O Fundo de Investimento Estudantil (FIES) é um programa de financiamento estudantil que desde 2015 passou a exigir, em sua seleção, a nota do Enem de quem concluiu o ensino médio até 2010. Por meio dele é possível obter um financiamento a juros baixos, a ser pago somente depois de formado.

Vale dizer que conseguir um financiamento pelo FIES não é tão simples assim, pois os recursos têm diminuído nos últimos anos, mas quem quer estudar em uma das áreas de maior prioridade (formação de professores, engenharias e saúde) tem mais chances de obter o financiamento.

Complementar a nota do vestibular

Boa parte das universidades públicas permitem a utilização da nota do Enem como complemento à pontuação do vestibular. Portanto, o Enem não dispensa a realização do vestibular, mas pode ser um aliado para aumentar a pontuação geral e, consequentemente, as chances de conquistar a vaga na universidade pública.   

Cada universidade tem a prerrogativa de estabelecer suas próprias regras de utilização da nota do Enem, por isso é importante consultar o edital do vestibular para verificar as condições. Em geral a nota do Enem melhora o desempenho do aluno, pois o cálculo da nota final não considera a situação em que a nota do Enem prejudique o estudante, caso esta seja baixa. 

Entrar em uma universidade privada sem vestibular

É comum que universidades privadas aceitem a nota do Enem em seu processo seletivo como forma de ingresso direto às vagas. Assim, caso o candidato tenha a seu lado uma boa nota no exame, bastará que ele a utilize para conseguir uma vaga direta no curso desejado, sem precisar passar pelo vestibular.

A nota mínima exigida varia conforme a instituição de ensino e o próprio curso ofertado, mas em geral são aceitas as notas das edições do Enem de um curso para outro e de uma universidade para outra. De modo geral, são aceitas as notas de qualquer edição do Enem a partir de 2010, mas em alguns cursos basta não ter zerado a nota da redação.

Open post
Estudar em casa

7 Dicas para render mais estudando pelo computador.

Realizar um curso EAD pode ser uma grande escolha a se fazer e implementar na sua rotina, já que fazendo seus estudos pelo computador, a sua sala de aula vai ser a sua casa e essa ajuda que a tecnologia está disponibilizando é sensacional para diversos tipos de pessoas.

Ainda que estudar em seu próprio computador facilita muito na rotina do seu dia-a-dia, na internet hoje em dia existem vários tipos de armadilhas para que você perca a sua concentração durante o seu estudo. De acordo com pesquisas realizadas, os brasileiros passam em média 9 horas conectados e é o terceiro país no mundo que mais usa a internet.

Estudar em casa

Para que seu computador e sua internet sejam seus aliados nos estudos a distância, o primeiro passo para isso é obter a licença do windows original,assim você estará seguro, pois estará utilizando um software original sem risco de ser hackeado.

Vamos mostrar na continuidade desse artigo, dicas para que você possa render muito mais estudando pelo seu computador.

Encontre a melhor maneira para que você possa aprender

Cada um tem seu próprio jeito de estudar e memorizar os conteúdos, e fazendo seus estudos pelo computador, além de vários meios para que você possa estudar da melhor maneira, também possui um fator muito importante para que tudo siga conforme o planejado que é o tempo.

De uma maneira geral, para aprender o conteúdo programado, algumas pessoas precisam ouvir a matéria, já outras preferem aprender assistindo uma aula online, já outras precisam assistir e fazer anotações sobre o conteúdo em destaque, isso não importa, você deve encontrar a melhor maneira para você aprender.

Estudar no conforto de sua casa

Outra dica importante para você render mais estudando pelo computador, é encontrar o melhor local para você estudar, um bom local é o lugar mais tranquilo que existe na sua casa, onde sua conexão com a internet seja boa, e um ambiente onde ninguém vai ficar fazendo barulho enquanto você estuda em seu computador.

Estudar em casa

Fique sempre atento a sua postura, pois como estamos estudando em casa, passamos a nos sentir mais confortáveis e consequentemente podemos passar longos períodos com a postura errada, podendo acarretar mais tarde em dores musculares.

Faça a organização de seu computador

Essa é outra dica para você entender mais estudando em casa, organize seu computador e suas matérias por pastas, para que você nunca perca o conteúdo estudado, assim suas matérias e conteúdos ficaram muito bem organizados para todos os dias ao iniciar seus estudos.

Se por acaso o seu computador estiver totalmente desorganizado, tire 5 minutos antes de estudar para colocar em ordem e assim deixar o seu computador totalmente organizado e voltado para você.

Algumas pessoas costumam organizar seus estudos em pastas por semestres, outras por disciplina, isso vai de você, a maneira com que se sente mais organizado para você estudar da melhor forma possível.

Use a tecnologia a seu favor

Para te ajudar a estudar, a tecnologia está do seu lado quando se estuda em seu computador, utilizando o google docs ou o OpenOffice você pode criar documentos online ou offline para os seus conteúdos a serem estudados.

Para armazenar e compartilhar seus arquivos com amigos, utilize o Google Drive o Dropbox ou também utilizar o 4Shared. Estudar em seu computador pode te trazer esses benefícios, aproveite.

Criar metas é fundamental

Estudar em casa

Fazendo a divisão das suas tarefas em pequenas fatias diárias, vai te ajudar e muito para a divisão de todo o conteúdo que precisa ser estudado em seu computador, fazendo isso você vai rompendo pequenas barreiras até chegar no objetivo final, encurtando e muito o seu caminho até a conclusão dos estudos.

Faça o gerenciamento o seu tempo

Depois de criar as suas metas, faça o gerenciamento de seu tempo, já que você já sabe o que tem que fazer, gerenciar o tempo fica muito mais fácil, utilize as micro metas feitas e depois disso gerencie o seu tempo de acordo com elas.

A internet é sua biblioteca

Utilize a internet para ser sua aliada nos estudos, quando você está estudando em seu computador, use todos os fatores ao seu favor, e a internet é uma delas, com ela você vai ter acesso a livros, educação, obras de arte e todo o conhecimento necessário sobre o planeta Terra inteiro.

Utilize tudo a sua volta para que seu estudo pelo seu computador seja produtivo, mas com certeza utilizando todas as dicas que mostramos acima você vai se dar muito bem, e seus estudos vão render bons frutos.

Open post

Estudar no Exterior Intercâmbio

Cada país e instituição de ensino tem costumes distintos de admissão de seus futuros alunos, e variam de acordo com o que você quer de estudar na instituição, de maneira geral,se você tiver interesse em um curso acadêmico ou técnico, você deve estar procurando por uma escola de referência (melhor) no ramo em que busca estudar. Para entrar em uma universidade ou instituição de ensino seja para se graduar ou estudar uma língua, você deve estudar bastante mesmo antes de viajar, tirar notas altas e participar de atividades extracurriculares, dependendo do seu grau de inteligência você saberá se vai conseguir participar ou não de um processo seletivo no exterior. Isso mesmo, não basta somente ter o valor das mensalidades estipuladas pelas escolas estrangeiras, para entrar nas melhores escolas de ensino você deve estar ao nível delas.

A primeira coisa que você deve fazer e visitar o site e saber mais sobre o destino do curso que voce tem interesse, existem vários chats e forums disponíveis na internet onde você consegue conversar e tirar suas dúvidas direto com os estudantes. Podendo assim saber dicas e se planejar melhor ate o dia da sua partida.

Você também deve ter toda a sua documentação pessoal em dia, tanto a documentação de tradução juramentada de documentos pessoais ate a carteira de vacinação, todos os países exigem que seus documentos estejam em dia, sem data de validade, para que não tenha nenhum erro quando você já estiver la. Pois será muito difícil você resolver alguns problemas de longe.

Uma outra questão que devemos nos atentar e nas oportunidades que as escolas oferecem la fora, sim, eles sempre fornecem bolsas de estudos e promoções para seus futuros alunos.
Isso e muito importante porque além do valor que voce tera que dispor nas mensalidades da escola, voce tera que desembolsar um valor para se sustentar no pais, Dependendo do país escolhido viver no exterior pode te custar mais do que você imagina, então e muito importante que você se mantenha sempre informado de todas essas oportunidades de desconto que as instituições de ensino oferecem.

A questão mais importante e após o pagamento das taxas e feito a sua inscrição você deve dar entrada no seu visto de estudante, isso mesmo O visto é o seu bilhete dourado, no país Só com ele você consegue a permissão para entrar no país.  O processo de solicitação e custos para conceder um visto de estudante a um estrangeiro varia de escola para escola.

Essas são algumas informações que você precisa saber antes de embarcar nesse sonho de estudar no exterior.

Boa sorte.

Como será a escola do futuro? Conheça 4 tendências da educação

A escola é vista normalmente como uma instituição que leva mais tempo para ser afetada pelo desenvolvimento tecnológico. A própria disposição da sala de aula, com o professor em pé na frente dos alunos, é a mesma há muito tempo. Porém, embora essa imagem perdure, o fato é que a educação não está alheia às transformações tecnológicas, e o futuro aponta para mudanças significativas na forma de ensinar e aprender.  

Confira neste artigo tendências e projeções de como a escola será no futuro, conforme a tecnologia entre de vez no dia a dia da comunidade escolar. Aproveite para conhecer um pouco mais sobre Educação 3.0, que tem tudo a ver com esse tema. Boa leitura!

Quatro tendências da escola do futuro

A internet e o desenvolvimento da tecnologia colocam em xeque antigos paradigmas e põem à prova antigas “certezas definitivas” em relação ao papel da escola na formação humana. Toda essa transformação coloca especialistas, gestores e educadores para pensar em novas formas de organizar a vida escolar, formar um currículo adaptado às exigências contemporâneas e projetar o futuro. Conheça quatro tendências que se colocam quanto ao futuro da educação.

Inovação aplicada à sala de aula  

Inovar é mais do que apenas inventar algo ou fazer algo inédito; é também pensar nas melhores formas de fazer algo, ou seja, compreender um processo e trabalhar para a evolução dele. O uso de aparatos tecnológicos em sala de aula, como tablets, laptops e smartphones, é importante, mas não são garantia de inovação. É preciso entender como extrair dele novas possibilidades de interação no processo de ensino-aprendizagem.  

Os recursos tecnológicos têm um papel facilitador na vida escolar, mas podemos acompanhar tendências inovadoras na inovação para além desses aparatos. Essas inovações buscam trazer mais autonomia ao estudante, que passa a ser sujeito ativo no aprendizado. Entre as inovações recentes e que podem se tornar predominantes está o ensino a distância. Diversas plataformas online já contam com recursos como videoaulas interativas, avaliações online e feedback automatizado.

A capacitação de educadores nesse processo é fundamental: cada vez mais professores precisarão estar prontos para adaptar a linguagem de suas aulas e saber usar as ferramentas para aulas digitais.

A gamificação é outro recurso inovador que será cada vez mais utilizado nas aulas. Jogos são motivadores, estimulam o raciocínio, geram envolvimento e fortalecem a sociabilidade. Assim, a gamificação aplicada ao ensino, ou seja, a possibilidade de usar jogos como meio de aprendizado e desenvolvimento cognitivo, faz com que os estudantes elevem seu interesse pelas disciplinas e cria uma ótima oportunidade de interação real com o conhecimento.

Tecnologia aplicada à gestão escolar

Muitas vezes alunos e pais de alunos não se dão conta do trabalho de bastidores para que as aulas aconteçam de forma satisfatória. Embora imprescindível para o ensino, o professor não é o único profissional fundamental numa escola; uma boa gestão escolar é essencial para que se obtenham bons resultados educacionais.

Para isso a tecnologia também pode ajudar bastante. Prover um sistema integrado de gestão educacional é uma forma de trazer inovação ao dia a dia escolar, reduzindo burocracias, melhorando o mapeamento de ações pedagógicas e permitindo à escola trazer soluções rápidas para as dificuldades cotidianas.

Em portais online e aplicativos, o próprio estudante consegue acompanhar suas notas, frequência, quadro de horários, situação financeira e até mesmo fazer avaliações parciais. Também por meio da tecnologia, pais e estudantes podem ter uma interação maior com a escola, ainda que a vida esteja cada vez mais corrida.  

Transmissões ao vivo

Sabemos que aulas gravadas têm limites de interação e coparticipação que as aulas presenciais não têm. Ainda que a modalidade de ensino a distância venha a se efetivar para a educação básica, certamente aulas com transmissão ao vivo ainda serão necessárias para estabelecer ou fortalecer esse contato direto entre alunos e professores.

Cada vez mais comuns, as aulas ao vivo, em seus diversos formatos, caem no gosto de professores e instituições de ensino, pela possibilidade de atingir muito mais pessoas ao mesmo tempo. Os “aulões” virtuais abertos são uma forma de trazer conhecimento e debate com potencial de atingir grandes massas de estudantes, por meio de plataformas como YouTube, Instagram, Zoom, entre centenas de outras.

Uso de realidade virtual e aumentada com objetivos pedagógicos

Alguns temas na vida escolar aguçam a imaginação dos estudantes. Como era a vida dos dinossauros? Como eram as vestimentas dos contemporâneos da Idade Média? Como “visualizar” uma equação ou fórmula em uma aplicação real? Com o uso de realidade virtual, o estudante consegue aprender utilizando seus sentidos e participando de uma experiência interativa com os objetos de aprendizagem.

Áreas do conhecimento que exigem experimentos difíceis e arriscados de serem reproduzidas em ambiente escolar podem, por exemplo, trabalhar com aplicações de realidade virtual e aumentada. Imagine, por exemplo, quantas horas em simuladores de voo tem um piloto em formação antes de pilotar um avião real. A tecnologia de realidade virtual e aumentada permite essa capacitação prévia. Imagine então esse princípio aplicado para estudantes de ensino fundamental e médio. É possível que em alguns anos esse seja um recurso comum em muitas escolas.  

Open post

Pós-graduação: 6 razões para investir no seu currículo

A pós-graduação é um curso a ser realizado posteriormente ao seu período em uma graduação ou tecnólogo. Essa atividade pode acrescentar, e muito, o currículo daqueles que buscam o sucesso profissional.

Por que investir no seu currículo com pós-graduação?

A  educação é um assunto importante em nossa sociedade e é objeto de inúmeras reformas com o objetivo de melhorar o desempenho de estudantes e jovens graduados.  Após o bacharelado, mais e mais estudantes estão cursando pós-graduação sem medo. Assim como esses “jovens trabalhadores” que retornam à sua alma mater depois de testar o mercado de trabalho. Sem mencionar os estudantes de doutorado que dão vida à pesquisa e que a pesquisa dá vida. Ensino superior, uma oportunidade de sonho? A prova em 10 pontos.

1- (Finalmente) faça suas próprias escolhas

Se você escrever uma dissertação ou uma tese, você FINALMENTE estudará esse assunto pelo qual você é tão apaixonado! Sua abordagem científica pode oferecer à sociedade uma nova maneira de ver e entender o mundo em que ela evolui.  Ao mesmo tempo, você se beneficiará da supervisão de um diretor de pesquisa. E nada impede que você escolha o professor com quem você sempre sonhou em colaborar por causa de seu conhecimento, sua aura, maneira de ensinar etc. Que luxo!

2- Influenciar o futuro através de suas pesquisas

Nos estudos de pós-graduação, você poderá ampliar os limites do conhecimento! Você irá gerar idéias inovadoras, hipóteses, perguntas de pesquisa, interpretações e análises. Sua pesquisa pode ter um grande impacto no mundo da saúde, antropologia, física, comunicação, literatura, etc.  As respostas que você dá podem fazer uma diferença real na vida das pessoas. Todos os campos de estudo contam na pós-graduação!

3- Escolha um curso multidisciplinar

A pós-graduação lhe oferece a oportunidade de estudar em um programa totalmente diferente do que a sua graduação e explorar todo um novo campo de estudo. Por exemplo, você pode obter um diploma de bacharel em psicologia e, é claro, continuar em psicologia, mas também em planejamento, saúde pública ou educação Isso permite que você adquira um conhecimento adicional. Por que se privar disso?

4- Aproveite o que a Universidade oferece

Ao estudar na Universidade de Montreal, você se beneficiará do apoio permanente de seu diretor de pesquisa e professores.  Você também terá a oportunidade de apreciar as bibliotecas localizadas no campus, uma  equipa dinâmica , da bolsa de estudos, de uma vida social agitada, e muito mais!  Você também poderá desfrutar da ajuda e motivação mútuas de seus camaradas (“loucos esclarecidos” como você!), Que tornarão suas discussões enriquecedoras e estimulantes. 

5- Estude para encontrar um emprego que se adapte a você

Certas profissões como arquiteta, psicóloga , assistente social e fisioterapeuta , entre outras, exigem ensino superior.  É claro que você pode se formar em cada um desses programas, mas não será elegível, se não tiver um doutorado em psicologia, por exemplo.  Pense nisso! Em vários campos, se o ensino superior não é obrigatório, abre a porta para empregos de maior prestígio e novas perspectivas, oferecendo mais controle sobre o trabalho realizado.

6- Transmitir sua paixão

E se você se tornasse assistente de pesquisa? Você pode participar do trabalho de pesquisa de professores, pesquisadores ou unidades.  Você também pode ser carregado ou conferencista  e, assim, passar seu conhecimento para os alunos. Que prestígio! E quem sabe, você pode estar fazendo a diferença na carreira acadêmica de alguém…  Lembre-se, essas são atividades pagas que oferecem a oportunidade de gerar renda durante o ensino de pós-graduação.

Open post

Teste vocacional: Saiba como este teste pode te ajudar na escolha da sua faculdade

Para muitos jovens que saem do ensino médio, o momento da escolha de uma faculdade é de indecisão e muita angústia. Diante disso, talvez a melhor saída seja procurar fazer um teste vocacional com um profissional.

De fato, esses testes podem facilitar muito a escolha de um curso, haja vista que partem das características da personalidade dos indivíduos. Ademais, eles são acompanhados de orientações psicológicas e entrevistas.

Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, explicamos como o teste vocacional pode ajudar você a encontrar o curso que satisfaça as suas expectativas. Se você está indeciso ou não saber que faculdade escolher, então leia esse artigo!

Porque o teste vocacional é importante para pré-universitários?

Sabemos que o momento de término do ciclo da educação básica traz consigo um grande peso para a maioria dos estudantes.

Isso por que é chegada a hora de iniciar um novo ciclo crucial na vida de qualquer cidadão: a vida acadêmica. No entanto, para muitos, esse momento é também de muita inquietação, haja vista que dele depende a realização profissional na vida adulta.

Em outras palavras, a escolha de um curso está relacionada às perspectivas de futuro. Por esse motivo, trata-se de uma decisão realmente delicada e que costuma gerar bastante dúvida.

Além dessa preocupação, tem-se também a pressão social, que exige que os adolescentes façam algo depois dos estudos escolares.

Essa pressão é exercida, sobretudo, pelos pais e outros familiares. Geralmente, é essa circunstância que leva muitos adolescentes a tomarem decisões precipitadas, levados unicamente pela vontade de satisfazer as exigências externas.

Embora a escolha do curso feita nesse contexto possa realmente trazer algum alívio, o fato é que ela pode trazer consequências muito sérias em um médio-longo prazo.

De fato, é possível que o jovem desista do curso depois de meses de dedicação, perdendo ainda mais tempo do que teria perdido ao fazer uma escolha mais consciente.

Em casos mais sérios, a escolha precipitada pode levá-lo para uma vida insatisfeita, em uma carreira que o desagrada.

É para evitar essas situações que o teste de aptidão profissional foi criado. Com ele, mesmo os indivíduos que não fazem ideia da faculdade que desejam cursar podem ser auxiliados na hora dessa escolha.

 

E você caro leitor, está indeciso sobre qual curso ou faculdade deve fazer? Já pensou em fazer um teste vocacional? Aproveite o espaço para comentários abaixo, comente e compartilhe com os leitores do nosso blog a sua experiência!

 

 

 

 

 

 

 

 

Open post

Vocabulário de Francês: Restaurantes & Comidas

Para as pessoas que pretendem viajar para Paris, comer uma boa refeição pode proporcionar grandes momentos. Só que para ter uma experiência agradável, é preciso ter um bom vocabulário de francês para se comunicar em restaurantes e demais estabelecimentos que servem comidas. Isso ajuda a impedir erros na hora de entrega dos pratos ou falta de entendimento.

Melhorar o vocabulário de francês requer muito estudo e disciplina, dois pré-requisitos básicos para se aprender qualquer idioma. Se, por acaso, houver a necessidade de alguém fazer uma viagem repentina para França, e não tiver tempo hábil de fazer um curso de francês, a pessoa será obrigada a aprender o máximo de frases que puder para minimizar os possíveis problemas da viagem.

Este artigo é perfeito para quem está nessa situação, pois ele apresentará uma série de frases que ampliarão o seu vocabulário de francês, sobretudo em assuntos como restaurantes e comidas daquele país. Nos próximos parágrafos, veja como ir a um restaurante francês e pedir refeições da melhor maneira possível.

Conceitos Gerais

Decorar frases básicas é um bom começo para aprimorar o seu vocabulário de francês e, nesse caso, as frases estudadas serão as que fazem referências aos restaurantes e as refeições francesas. Conheça um pouco melhor essas expressões:

  •    Restaurante: unrestaurant
  •   Padaria/confeitaria: une boulangerie/ une pâtisserie
  •     Açougue: une boucherie(esse termo também serve para situações de “massacre”);
  •  Lanchonete:unsnack-bar;
  •   Supermercado:unsupermarché;
  •   Quitanda: une épicerie;
  •  Gorjeta:unpourboire(junto significa “gorjeta”, separado esse termo corresponde a “pourboire”, quesignifica “para beber”);
  •    Garçom:unserveur;
  •  Copo:unverre;
  • Prato: une assiette(objeto onde uma pessoa come)/unplat(a refeição que a pessoa pretende comer);
  •   Bebida:uneboisson;
  •   Guardanapo:une serviette;
  •   Colher:unecuillère;
  •    Faca: un couteau;
  • Garfo:unefourchette;
  • Mesa: une table;
  •  Panela: une casserole.

Hora da Comida

Além dos conceitos gerais que existem em qualquer restaurante, também é preciso descrever corretamente a refeição que uma pessoa está fazendo de acordo com o horário. Saber como pronunciar expressões como “café da manhã”, “almoço” e “janta” é um bom começo para quem pretende aprimorar o seu vocabulário de francês.Confira!

  •  Café da manhã: un petit-déjeuner (“pequeno almoço”);
  •  Almoço: déjeuner;
  • Jantar: undîner;
  •  Entrada: une entrée;
  •  Sobremesa: undessert.

*Atenção: désert (com um S só e som de « z ») quer dizer “deserto”.

Pratos Específicos

Esse é a razão pela qual você está lendo este texto. Além de melhorar o seu vocabulário de francês, saber nomes específicos de pratos daquele país pode te proporcionar uma experiência memorável em um restaurante nativo.

Comer essas refeições pode representar um dos melhores momentos de sua vida dependendo do contexto da viagem. Saiba os nomes de algumas refeições que são servidas com frequência na França.

  •  Carne de boi/bovina: la viande de boeuf;
  •  Frango: lepoulet;
  •   Peru: ladinde;
  •  Carneiro, cordeiro: lemouton, l’agneau;
  •   Assado: grillé, cuit;
  •  Bem passado, mal passado: biencuit, saignant.
  •  Ovo: um oeuf;
  • Verdura: unlégume;
  •  Arroz: leriz;
  •  Feijão: unharicot;
  • Frutas: lesfruits;
  •  Presunto: lejambon;
  •  Queijo: lefromage;
  • Pão: lepain;
  •  Sal: lesel;
  •   Pimenta: lepoivre;
  • Manteiga: lebeurre;
  • Molho: lasauce;
  • Óleo: l’huile;
  • Sorvete: une glace;
  •  Bolo: ungâteau.

Curiosidade: o famoso prato francês “petit gâteau” não é chamado dessa forma em seu país, mas sim de “fondant au chocolat” (“chocolate que se derrete”). Se você for para um restaurante da França e pedir “petit gâteau”, você receberá um simples bolinho.

Bebidas

Outro item que será útil não apenas para melhorar o seu vocabulário de francês, mas também para matar a sua sede. Saber como são chamadas as bebidas na França, sejam elas alcoólicas ou não, pode ser de grande ajuda para uma pessoa que acabou de chegar àquele país. Veja a lista:

  •  Água sem gás/com gás: l’eauplate/gazeuse;
  • Cerveja: labière;
  • Vinho tinto/branco/rosé: levinrouge/blanc/rosé;
  • Suco: un jus;
  •  Refrigerante: soude.

Melhorando o seu vocabulário de francês com estas frases, você poderá se comunicar melhor nos restaurantes e lanchonetes do país, além de provar o que há de melhor nos mesmos.

Open post
ensinar informática para crianças (1)

Dicas criativas para ensinar informática para crianças

Em tempos de revolução digital, as crianças disparam na frente nesse processo de inovação. Hoje com poucos meses de vida, um bebê já pega um celular com interesse e quanto mais velho, mais ele raciocina e facilmente entende como funciona todos os dispositivos e aparelhos tecnológicos.

Por isso é simples e estimulante ensinar informática para crianças, porém não deixa de ser um desafio. É fundamental entender bem como funciona um computador e incentivá-los nesse processo de aprendizado. Veja dicas criativas para ensinar informática para crianças com diversão e sucesso.

Interaja com as crianças

Eis a parte mais importante de todo o processo de aprendizado, a interação com os alunos. Converse na mesma língua, se divirta com eles e mantenha um relacionamento amigável e descontraído. A aula de informática geralmente é a mais divertida e esperada pelas crianças, por isso é fundamental você enriquecer ao máximo esses momentos.

Seja criativo e ensine o que existe de mais legal na informática

 

Fazer desenhos com o Paint, personalizar a área de trabalho com cores, imagens e gadgets, ouvir música, baixar programas e acessar a internet, são as coisas mais legais que o professor de informática pode ensinar a seus alunos.

Nesse momento, incentive-os a usar a criatividade, a mexer em todos os comandos e descobrir o que é possível fazer. Fique de olho para que eles não toquem em algo que não saibam como sair, mas oriente o caminho e deixe-os se animarem com esse momento.

Seja ainda mais criativo para ensinar a parte chata da informática

 Mas como nada é flores, a informática também tem sua parte ´´chata“. Usar o Office por exemplo, pode ser cansativo para muitas crianças, que acham penoso ter que fazer planilhas, escrever no Word ou até obedecer aos comandos do Power Point para conseguir um slide.

Mas use a cabeça e transforme esses momentos em algo proveitoso, mostrando o lado legal de tudo isso, como criando com eles gráficos sobre os doces mais gostosos da cantina e colorindo com os amigos no Excel ou criando uma carta para o papai Noel no Word. Quanto mais a aula for maçante, mais o professor deverá utilizar métodos eficazes para ensinar.

Ensine o que todos deveriam saber

Backup de dados é algo importante para ser feito regulamente em qualquer computador…mas todos sabem fazer? E HTML Básico, a maioria dos usuários da web sabem como funciona? Antivírus, é fácil de mexer?

Todos esses pontos que falamos são importantes e necessários dentro de um computador, porém a maioria de nós não tem nenhuma base sobre o assunto. Para crianças que estão com a mente jovem, livre e estimulada para tecnologia, é essencial que esses assuntos sejam ensinados para que possam não só dominar, mas até se encontrar em uma profissão futura.

Tenha controle sobre sua turma

Em meio a tanta coisa boa que a informática tem a oferecer, é possível que no meio da aula surja momentos de bagunça e descontrole, e o professor fique sem saber o que fazer.

Por isso, deixe claro desde o início que você é autoridade e para aula ser um sucesso e todos aprenderem e se divertirem, é preciso que todo mundo obedeçam e respeitem você.

Qualifique-se e aprenda coisas novas

 Um bom professor de informática para crianças, sabe que tem que estar sempre antenado com as novidades do mercado, pois sempre existem coisas novas a aprender, além de que a qualificação, abrirá novos meios de trabalho.

A qualificação em Informática Aplicada a Educação, é um curso online importante para professores que desejam ser melhores orientadores da computação e também entender o que o mercado tem de novo e melhor para seu futuro profissional.

Open post

Saiba como a matemática ajuda no desenvolvimento das crianças

Os primeiros cálculos feitos por uma criança representam um grande passo em seu aprendizado. Essa etapa mostra que as crianças começaram a desenvolver a capacidade de seguir uma rota lógica para encontrar a solução de um problema.

Conhecer o sinal de ‘adicionar’ e o de ‘subtrair’, encontrar o produto e a diferença são todos passos no caminho para uma maneira de pensar que parece óbvia para os adultos, mas que é bastante avançada para os jovens estudantes!

BENEFÍCIOS DA MATEMÁTICA

Veja abaixo alguns dos benefícios da matemática para a vida das crianças.

Senso numérico

O senso numérico, ou o básico de aprender sobre números, é a primeira habilidade vital em matemática que uma criança deve desenvolver antes de chegar ao jardim de infância.

As crianças devem aprender a contar para frente e para trás no início da infância para aprender a relação entre números no futuro. O senso numérico é uma habilidade vital que os educadores da primeira infância devem focar no ensino antes que as crianças cheguem ao jardim de infância.

Enquanto as aulas do jardim de infância revisam os conceitos básicos de contar para frente e para trás, os educadores da primeira infância podem estabelecer uma base mais sólida, concentrando-se em aprender a contar antes de chegar ao ensino fundamental.

Ao se concentrar no senso numérico, os professores estão fornecendo habilidades matemáticas necessárias para conceitos futuros e cálculos avançados.

Adição e Subtração

Ao iniciar as crianças na soma e na subtração de maneira básica, através de atividades comuns do cotidiano de uma criança, como a divisão de doce com seus amiguinhos, entre outras atividades, os professores estarão facilitando não só a interação e convívio dessas crianças, como também toda a vida acadêmica.

Utilização de gravuras no ensinamento dos números

O aspecto visual ajuda muito as crianças quando o assunto é aprendizagem, então apostar nisso para o ensinamento da relação entre os itens e a sua respectiva quantidade é um grande facilitador. Todo professor de educação infantil deve fazer uso de gravuras ou desenhos para ensinar as crianças a adquirir percepção de quantidade e aprender a diferenciar os números, esse recurso pode ser disponibilizado até mesmo por meio de aplicativos de estudo.

É importante destacar que a percepção através de diferentes figuras, também é de grande ajuda para que as crianças entendam que o uso da matemática também pode ser aplicado na vida real

Consideração finais

A partir das noções básicas de matemática, as crianças desenvolvem um raciocínio lógico que o ajudarão em diversas etapas da vida, inclusive a concluir os estudos e ingressar no ensino superior.

Desta forma, é de suma importância que os pais procurem estar sempre disponibilizando atividades de matemática para que seus filhos possam praticar e desenvolver as habilidades citadas no presente artigo.

Posts navigation

1 2
Scroll to top